Truques e Dicas

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Para a preparação de cocktails é indispensável ter em casa um bar razoavelmente apetrechado e com utensílios adequados.vinho gelo

Aqui vão as nossas sugestões dos utensílios mais importantes e como a pouco e pouco poderá montar o seu bar.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 Para a preparação de cocktails é indispensável ter em casa um bar razoavelmente apetrechado, os copos são um utensílio essencial para servir as bebidas. flute champanhe festaComo irá constatar, após uma leitura atenta, cada cocktail, ou bebida, requer o seu copo próprio.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Xarope e calda de açúcarbalança

O xarope ou calda de açúcar significa praticamente a mesma coisa, a diferença reside apenas na aplicação ou no fim a que se destina.

O xarope de açúcar utiliza-se na preparação de bebidas e licores, depois de previamente clarificado e filtrado é este o tipo de aplicação que aqui mais nos interessa explorar.

A calda de açúcar é utilizada em conservas de frutas, para acompanhar ou regar bolos e na confecção de doçaria.

Proporções

Quando se pretende uma calda fraca (de ponto baixo), geralmente utilizada na doçaria, para por exemplo, acompanhar rabanadas, filhós, papos de anjo a proporção é de:

1 Litro de água para 1 kg de açúcar.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Para além da classificação dos cocktails é importante entender a escala dos seus sabores, visto que é através desta noção que chegamos ao gosto e interesse champanhedas pessoas, a quem se destinam as bebidas.

Cocktails Fortes, Fracos, Doces e Secos (Ácidos)

Para melhor entender este conceito dividimos os cocktails numa escala de fortes - fracos, atendendo ao seu valor alcoólico e numa outra escala de doces - ácidos (secos), tendo em conta o seu sabor doce em virtude de ingredientes mais açúcarados; ou mais secos e ácidos através da adição de bitters, lima ou limão.

Assim, podemos construir uma tabela que represente simultaneamente a escala forte - fraco e doce - seco. Da esquerda para a direita representamos a escala forte – fraco, ficando os mais fortes à esquerda. De cima para baixo representamos a variação doce – seco, sendo que os mais doces ficam no topo e em baixo os mais secos (ácidos).

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

IntroduçãoDicas de preparação

Para além dos cuidados de higiene e de segurança que obedece a preparação e a confecção dos alimentos, de uma maneira geral, a preparação de cocktails reveste-se ainda de algumas melhores práticas, para que o resultado final seja um sucesso. Embora sem ser exaustivos na matéria, pretendemos, na medida do possível, apoiar o leitor na preparação dos cocktails, tentando ser explícitos e objectivos, através de tópicos que deverá prestar atenção.

Decoração

Sobre decoração de cocktails temos um artigo que esclarece decerto a maior parte das suas dúvidas. Tenha no entanto em atenção, que a decoração e apresentação de um cocktail é importante, em termos visuais, mas não melhora o sabor. A arte dos cocktails é uma arte culinária, fina, tal como a doçaria, de modo que no final deve ter sempre bom sabor e um excelente aroma, para além da apresentação. Assim, evite disfarçar o mau sabor ou uma preparação inadequada utilizando a decoração.

Teoria e preparação de cocktails.